As conquistas vão acontecendo aos poucos para nós do Move SJ e também para os nossos motoristas. E são eles que tiveram agora uma boa notícia para se comemorar. É que motoristas de aplicativos de transporte, como o Move SJ, agora podem aderir ao programa de microempreendedor individual — o MEI. O governo autorizou essa mudança com a resolução Nº 148, publicada no Diário Oficial da União na última quinta-feira (8). A decisão contempla os profissionais que faturem até R$ 81 mil por ano, o que equivale a cerca de R$ 6,7 mil por mês.

A novidade permitirá que o motorista tenha um CNPJ, podendo emitir notas fiscais, alugar máquinas de cartão e fazer empréstimos com juros mais baratos. Além disso, o tempo de contribuição do MEI pode permitir a aposentadoria por idade. Para ter acesso a esses benefícios, deve ser realizado um cadastro inicial e o pagamento mensal do registro, no valor de R$ 49,90.

Em julho deste ano, o programa do MEI completou dez anos, período em que incentivou a formalização de pequenos negócios e trabalhadores autônomos, como vendedores, professores particulares, promotores de venda, revisores e, agora, motoristas de apps. São cerca de 500 profissões divididas em três setores: serviço, comércio e indústria.

Com o pagamento desta taxa em dia, os pequenos empresários têm direito a outros benefícios, cobertos pelo INSS: salário-maternidade, aposentadoria por invalidez, auxílio-doença, auxílio-reclusão e pensão por morte para seus dependentes. O tempo de contribuição do programa também conta para a aposentadoria por idade. Basta consultar quantos meses são necessários para cada benefício.

Mais garantias e segurança para os motoristas e refletem sempre em um serviço cada vez melhor aos usuários do Move SJ.

Vá de Move SJ!

Mobilidade urbana é isso.